Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Casa de repouso: saiba como escolher a ideal

Muitos familiares têm dúvidas de como escolher uma casa de repouso ideal para o familiar idoso.

Se essa é a sua dúvida também, continue lendo nosso post e veja quais os fatores que devem ser levados em consideração nessa escolha!

A população de idosos vem aumentando

A expectativa de vida dos brasileiros aumentou consideravelmente e, com isso, a população idosa também vem aumentando de forma significativa.

De acordo com o Estatuto do Idoso, atualizado e aprovado em 2007, é considerada idosa toda pessoa com idade igual ou superior a 60 anos.

Como a qualidade de vida aumentou e o acesso à saúde e tecnologia também, hoje é comum vermos personalidades, políticos, artistas com mais de 60 anos desmistificando o conceito de idoso frágil.

Pelo contrário, essas pessoas mostram que é possível ter uma velhice de plena atividade física e intelectual.

Por conta disso, hoje a ONU – Organização das Nações Unidas – tem outras classificações para a velhice:

  1. Pessoas entre 60 e 74 anos são considerados idosas,
  2. Pessoas entre 75 e 90 anos são consideradas anciãs,
  3. Pessoas acima de 91 anos entram na faixa de velhice extrema.

Independentemente dessas distintas classificações, o fato é que a população de idosos no Brasil cresceu 26% apenas nos últimos seis anos.

Infelizmente, a realidade é que nem sempre um idoso é saudável e auto suficiente e, na maioria das vezes, ele necessita de cuidados especiais, o que o leva a precisar de uma casa de repouso para um melhor atendimento e acolhimento, afinal, é um momento muito especial da existência e que precisa ser passado com tranquilidade e segurança.

Casa de repouso: como funciona?

De acordo com a ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, uma casa de repouso ou uma instituição de longa permanência, como é também chamada, é um estabelecimento destinado a acolher idosos saudáveis e que possuem autonomia, mesmo que com alguma limitação.

Isso quer dizer que os internos de uma casa de repouso podem até precisar de uma ajuda, como, por exemplo, para alimentar-se ou banhar-se, mas, não devem necessitar de cuidados médicos constantes e frequentes.

Essa classificação da ANVISA faz perceber que a casa de repouso deve ser vista como a morada do idoso e não o local de internação ou cuidado para algum tratamento, caso ele precise.

Nessas instituições ele terá profissionais capacitados para cuidar da alimentação, da limpeza do ambiente, da higiene pessoal, quando necessário, bem como para orientação de atividades complementares, de lazer, terapias ocupacionais, etc.

É importante frisar que uma casa de repouso não oferece tratamento médico constante, como um hospital, e nem equipamentos e aparelhos necessários para internações.

Uma casa de repouso tem em seu quadro de colaboradores, cuidadores e podem ter enfermeiros e técnicos para um suporte eventual da equipe.

Portanto, se o idoso está em tratamento médico ou for orientado para fazer um, o serviço de enfermagem domiciliar (home care) é a melhor opção para esses tipos de cuidados mais específicos, voltados à recuperação e acompanhamento médico.

Voltando à casa de repouso, para que ela funcione adequadamente, ela é regularizada e fiscalizada pela ANVISA e precisa seguir algumas normas para funcionamento.

Agora que você já compreendeu se a casa de repouso é a melhor opção para seu ente querido, acompanhe os fatores importantes para a avaliação dela.

O que é importante avaliar na hora de procurar uma casa de repouso?

Licença da ANVISA

O primeiro detalhe a ser observado por quem procura uma casa de repouso é se ela tem o cadastro e a licença de funcionamento liberados pela ANVISA e pelos outros órgãos regulamentadores competentes, como os Bombeiros. Isso é garantia de segurança para o seu familiar.

Outro ponto importante que deve ser observado é toda a estrutura interna e externa do local. É necessário levar em conta que o idoso tem mais possibilidades para queda, por isso, é importante averiguar se as dependências têm corrimão para facilitar a locomoção dele.

Além disso, pelo ponto de visto do idoso, é importante saber se ele ficará em um quarto coletivo ou individual.

Em caso de quarto coletivo é bom analisar o comportamento e hábitos do companheiro de quarto, para evitar situações embaraçosas e difíceis.

Os banheiros também precisam possuir as barras de proteção, evitando acidentes em caso de quedas.

Bem como o piso precisa ser especial, sendo antiderrapante e as acomodações não devem possuir tapetes.

Outros pontos importantes: o ideal é que o local não possua escadas e, caso tenha, é preciso atentar para a segurança, ou seja, ela deve estar com barras antiderrapante e com corrimão. As janelas também precisam ter proteção para evitar acidentes.

As instalações hidráulicas e elétricas também devem oferecer segurança total ao local e ao idoso interno, bem como a toda equipe profissional

Além disso, outros pontos a serem observados são:

Estrutura profissional da empresa

Se a estrutura física do local deve ser muito bem observada para a segurança do idoso, o corpo de profissionais também precisa ser rigorosamente avaliado para garantir a qualidade dos cuidados.

Você sabia, por exemplo, que, de acordo com a Resolução RDC 283/2005, a ANVISA determina que uma casa de repouso precisa oferecer um cuidador profissional para cada seis internos?

Além disso, a instituição precisa ter um nutricionista, bem como contar com uma equipe altamente eficiente na limpeza e higiene do local.

Se a instituição oferecer uma equipe multidisciplinar, como nutricionistas, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais, certamente, o cuidado com seu familiar será melhor.

Higiene e limpeza da Casa de Repouso

Outro ponto importantíssimo na hora da escolha é em relação à limpeza e à higiene do local.

Observe a manutenção e a apresentação das paredes do quarto.

Vale avaliar se tem presença de bolor ou mofo, se existe muita umidade, rachaduras e vazamentos, tudo precisa ser observado.

A higiene e manutenção das camas e banheiros é essencial para o conforto e saúde do idoso.

Também não se esqueça de observar a cozinha.

Alimentação na Casa de Repouso

As normas regulamentadoras orientam que uma casa de repouso precisa oferecer seis refeições diárias.

Todas devem ser acompanhadas por um nutricionista profissional.

Portanto, peça para conhecer o cardápio.

Aproveite e visite a cozinha, observe a limpeza e a forma de preparo dos alimentos que serão servidos ao idoso.

Além desses fatores observe também:

  • A segurança externa do local, altura dos muros, acesso aos portões, etc;
  • Horários e dias de visitação;
  • Cuidados com os pertences pessoais do idoso;
  • Localização, ou seja, se o local é de fácil acesso para ir visitar;
  • Atividades complementares oferecidas como artesanato, fisioterapia, lazer, leitura, passeios, cinema, etc.

Uma casa de repouso deve oferecer o aconchego do lar, aliado à segurança dos cuidados de seus profissionais.

No entanto, existem algumas situações em que essa escolha não é a mais adequada para o idoso.

Em quais casos a casa de repouso não é indicada?

Recordando a orientação da ANVISA, uma casa de repouso é o local para acolher idosos saudáveis e com autonomia e que, eventualmente, possam precisar de ajuda para o banho ou alimentação.

A orientação deixa bem claro que uma casa de repouso não deve servir para acolher e cuidar de idosos que precisem ou estão sob cuidados médicos.

Isso se dá porque a instituição não tem nem equipamentos e aparelhagens adequadas e nem profissionais suficientes e capacitados para tal atividade.

Além disso, na casa de repouso, o profissional que atende o idoso é o cuidador.

Ele tem a função de ajudar na higiene, na alimentação, na locomoção e oferecer os remédios prescritos para o idoso quando necessário.

Mas, esse profissional não tem a especialidade e habilidades de um enfermeiro, caso o idoso precise passar por um tratamento médico ou tenha o seu estado mais delicado.

Por isso, caso o médico identifique a necessidade de cuidados de enfermagem, a casa de repouso, dificilmente, poderá suprir essa demanda e ajudar na melhora do paciente.

É preciso deixar claro que a casa de repouso tem como objetivo acolher e hospedar o idoso de forma que ele passe seus dias com segurança e bons cuidados.

Por isso, caso o idoso esteja em tratamento sob orientação médica e precise de cuidados especiais, o ideal é procurar uma internação hospitalar ou recorrer ao home care.

Home care: como funciona?

O home care consiste no atendimento ao paciente doente que tem necessidade de cuidados profissionais e não quer, ou não pode, passar por uma internação hospitalar, ou seja, quer ficar dentro da sua casa.

Esse serviço pode ser prestado tanto para idosos quanto para pacientes que precisam de tratamentos médicos constantes.

Ele funciona como uma assistência médica realizada na casa do paciente, o que faz com que ele conte com o profissionalismo e carinho de enfermeiros, 24 horas por dia de foram ininterrupta.

Com isso, a família tem a segurança dos cuidados adequados a todo o tempo, com a vantagem da comodidade de estar em casa.

Só um enfermeiro profissional e especializado é capaz de compreender o estado de saúde do paciente por meio de observações profissionais e conseguir tomar as decisões necessárias para o seu bem estar.

Vale lembrar que um idoso doente precisa de cuidados específicos, que nem a família e nem os cuidadores conseguem lidar por falta de formação e experiência, por isso, a orientação do serviço de enfermagem domiciliar é a mais adequada.

A Master Nursing é uma empresa especializada em home care que atua no mercado com compromisso e profissionalismo desde 1994.

A empresa oferece home care para casos de baixa e alta complexidade, buscando o conforto, recuperação e melhora de qualidade de vida do paciente.

Além do serviço de acompanhamento, a Master Nursing fornece equipamentos, materiais e insumos adequados para cada caso, contando com atendimento 24 horas por dia e coleta de lixo hospitalar.

A equipe é formada por diferentes profissionais, como médicos, enfermeiros, assistentes sociais, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e especialistas em terapia ocupacional.

Todos os profissionais passam por treinamentos para não apenas fazer o auxílio ao paciente, mas para apoiar a família e ajudá-la na adaptação com o enfermo em casa, melhorando a qualidade de vida de todos os envolvidos.

Entre em contato conosco para saber mais sobre nossos serviços e como podemos ajudar a cuidar do seu ente querido!


Leave a Reply

Home Care