Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

O poder da música na terceira idade: Melhorias na saúde física e mental!

Música-Terceira-Idade

A música tem o poder de trazer diversos benefícios para nossa vida, como auxiliar na saúde e promover a socialização, especialmente para quem está na terceira idade, que tem descoberto nela formas de aumentar a qualidade de vida, ter mais ânimo e disposição para o dia a dia.

Em termos de música tudo é válido. Podemos aprender a tocar um instrumento, ouvir um estilo que mais nos atrai ou até mesmo participar de um coral. Já a musicoterapia entra em cena quando desejamos a melhora de um aspecto específico.

Quer saber mais sobre as contribuições da música para a saúde física e mental na terceira idade? Continue a leitura e veja a quantidade de benefícios que essa prática pode trazer!

Musicoterapia

Chamamos de musicoterapia a utilização da música como terapia. Essa ciência tem como princípio o uso do som como uma ferramenta de auxílio em alguma dificuldade apresentada pelas pessoas, que procuram essa técnica de tratamento.

Ela pode ser aplicada em diversos casos como, por exemplo, para estimular a memória, ajudar na reorganização mental e emocional e até na dificuldade de articulação de palavras.

Especialistas que atuam nessa área apontam que os benefícios da musicoterapia são muitos e abrangem mais campos do que costumamos imaginar, entre eles: redução da fadiga, regulação da frequência respiratória, liberação de adrenalina, alterações no metabolismo e entre outros.

É interessante ressaltar que na musicoterapia não existe uma receita certa. Por exemplo, cada idoso que passar por essa terapia é um caso. Um pode gostar Bach é achar que é ótimo para desestressar, enquanto outro pode se sentir mais relaxado ouvindo rock dos anos 70.

Isso ocorre porque o efeito que a música pode causar nas pessoas depende da identidade sonora de cada uma. É isso que faz com que o mesmo estilo musical irrite uns e relaxe outros.

Agora que vimos um pouco sobre os pontos mais técnicos sobre o uso da música na terceira idade, vejamos alguns dos principais benefícios que ela pode trazer para nossos idosos. Acompanhe.

  • A música ajuda o organismo a liberar endorfinas. São essas substâncias que são responsáveis por provocar em nós sensações de prazer e felicidade. Quando ouvimos algo de que gostamos fazemos com que nosso corpo as produza. E não é só ouvir, tocar um instrumento, cantar ou dançar melhora o humor, diminui os níveis de ansiedade e tudo isso junto, ajuda a evitar sintomas de depressão.
  • Quando o idoso decide aprender uma música nova ou tocar um instrumento musical, seu cérebro é estimulado a permanecer mais ativo. É por isso que a memória melhora e doenças degenerativas como o Alzheimer são prevenidas.
  • A música é uma excelente ferramenta para socialização. Ela é uma ótima maneira para iniciarmos uma conversa. Em outras palavras, a música realmente tem o poder de unir as pessoas.
  • Ouvir música também ajuda a diminuir a sensação de dor. Isso porque, além de desviar o foco da dor, ela pode estimular outras áreas do cérebro fazendo com que a dor seja mais suportável.

Como incentivar o idoso a ouvir música?

Uma ótima maneira de fazer com que o idoso desenvolva o hábito de ouvir música é mostrar-lhe que ela pode resgatar boas lembranças de seu passado. Nada melhor para a saúde física e mental do que nos lembrarmos de momentos felizes que tivemos em nossa infância ou na presença de pessoas queridas.

Também podemos despertar no idoso a curiosidade em conhecer e participar de clubes sobre o assunto. Muitos deles acham que ficarão deslocados, mas na realidade eles terão uma ótima oportunidade de encontrar pessoas que viveram aquele período musical de que tanto gostam.

Por fim, sempre que possível fale sobre música com ele. Às vezes, o idoso se afasta porque não encontra ninguém com quem conversar sobre aquilo que ouvia quando era jovem. Aliás, essa é uma troca interessante uma vez que ele poderá descobrir novos sons e preferências.

Como vimos, a música e a musicoterapia são ótimas para a vida na terceira idade. Na dúvida sobre como ela pode ajudar o idoso a enfrentar um problema específico (memória, raciocínio, socialização) basta procurar um especialista no assunto para que todas as suas dúvidas sejam esclarecidas.

 

 

 

 

 


Home Care