Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Tratamento paliativo: o que é e quando iniciá-lo?

tratamento paliativo

O tratamento paliativo tem como princípio promover uma maior qualidade de vida aos pacientes e seus familiares.

No seu início, ele era destinado somente aos pacientes em fase terminal de câncer. Embora ainda existam conceitos a serem quebrados em relação a ele, a verdade é que essa forma de cuidado atende o paciente portador de doenças progressivas de forma integral.

No post de hoje vamos mostrar o que é e quando iniciar o tratamento paliativo, continue lendo!

Sobre o tratamento paliativo

Cicely Saunders é a referência e inspiração quando o assunto é cuidado paliativo. Ela nasceu na Inglaterra em 1918 e dedicou sua vida para aliviar a dor e o sofrimento humano. Graduou-se em enfermagem, depois formou-se em assistência social e, por último, tornou-se médica. 

Em 1967, fundou o St. Christopher’s Hospice que foi o primeiro serviço e estabelecimento a cuidar do ser de forma integral, promovendo o alívio da dor e do sofrimento não apenas para o paciente, mas também para seus familiares. 

A médica inglesa se inspirou em pacientes, familiares e profissionais para iniciar o seu trabalho, levando em conta uma frase muito comum em hospitais: não há mais nada a fazer no seu casoPara Cybele, sempre havia muito o que fazer. 

Conforme dissemos, na época, o tratamento paliativo surgiu para cuidar dos pacientes com câncer terminal, mas hoje ele é usado para qualquer doença considerada incurável. 

O que é o tratamento paliativo e quando iniciá-lo?

A OMS, Organização Mundial de Saúde, define o tratamento paliativo como um conjunto de ações que ajuda no controle da dor e de outros sintomas, bem como conforte o paciente nos seus problemas psicológicos, sociais e espirituais, quando portadores de doenças que não respondem aos tratamentos curativos normais.

Dessa forma, o cuidado paliativo nada mais é que um conjunto de cuidados assistenciais oferecidos para o paciente vítima de uma doença incurável. 

Esse conjunto de ações só é possível por meio de uma equipe multidisciplinar que precisa avaliar e tratar o doente como um ser integral.

Quando iniciar o tratamento?

O tratamento deve ser iniciado no exato momento em que o médico descartar qualquer possibilidade de cura. Vale lembrar que essa opção de cuidado não é uma chance de cura e, sim, uma oportunidade de humanização da doença para o paciente e para os seus familiares. 

Quem deve fazer o tratamento paliativo?

O cuidado paliativo não é a espera da morte, mas o bem viver do paciente com os familiares e amigos. O tratamento tem como objetivo fazer com que o paciente e os familiares passem por esse momento com tranquilidade.

Ele pode ser aplicado em pacientes com câncer, doenças degenerativas (como a ELA), esclerose múltipla, Parkinson e Alzheimer. 

Pacientes em grau avançado de AIDS também podem ser confortados pelo tratamento paliativo, bem como em todos os outros casos de irreversão da doença. 

Onde fazer o tratamento paliativo?

Os cuidados paliativos podem ser realizados na própria residência do paciente. O importante é contar com a orientação adequada e com profissionais especializados para auxiliar em cada etapa da doença e do tratamento.

O tratamento paliativo não é feito por apenas um profissional, mas por uma equipe multidisciplinar, cada um com especialidade fundamental para o processo.

A equipe, geralmente, é formada por médico, enfermeiro, assistente social, farmacêutico, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo, nutricionista e um educador físico.

Todos os profissionais devem trabalhar juntos para analisar cada situação, cada fase da doença e buscarem alternativas e ações de melhorias para serem praticadas na rotina do doente e dos familiares. 

Agora que você já sabe o que é e quando iniciar o tratamento paliativo, que tal acessar nosso site e conhecer nossos serviços?


Home Care