Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

A internet como estímulo mental para idosos

O mantra é antigo, mas nunca desatualizado: nunca é tarde para aprender.

E isso se aplica a qualquer área social, pessoal ou profissional. Pessoas idosas que aprenderam um novo idioma, por exemplo, contam com variados benefícios em suas vidas, entre alguns deles:

  • Mais independência (até mesmo para planejar uma futura viagem);
  • Trabalha diferentes áreas do cérebro, mantendo-o exercitado;
  • É um hobby e, como tal, promove oportunidades de convívio social.

Mas vamos nos ater, aqui, a uma ferramenta ainda mais fácil e acessível do que os cursos de idiomas: a internet (que pode ser utilizada para aprender um novo idioma, inclusive).

Usando a internet como estímulo mental

Com a idade avançada, é comum deixarmos para segundo plano não apenas a rotina de exercícios físicos, mas as atividades que nos ajudam a manter o cérebro ativo e afiado.

E sabia que a internet pode ser de grande ajuda nesse sentido?

Quem nos dá amparo de gabarito para a afirmação é o doutor Gary Small, diretor do Centro para o Envelhecimento da Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Segundo ele, “os idosos que utilizam a Internet encontram uma nova via para voltar a se conectar com a comunidade e até podem se beneficiar com doses regulares de estimulação mental”.

É uma excelente maneira de se manter em contato não apenas com familiares, que vivem próximo ao idoso ou longe, mas também de amigos e, até mesmo, fazer novos que compartilhem os mesmos interesses com a pessoa.

Isso sem falar que, ao batalhar continuamente com os novos processos e ferramentas dessa tecnologia sempre em metamorfose, eles trabalham o cérebro de diferentes maneiras.

A internet é de todos

Engana-se de maneira volumosa quem acredita que a internet é a ferramenta da juventude.

Ela é de todos, e um relatório da America Online aponta que, nos Estados Unidos, usuários de internet com 50 anos ou mais já correspondem a 22% do total de assinantes.

Os benefícios de se manter on-line

Já discutimos as vantagens de usar a internet no dia a dia, mas manter esse hábito ativo também ajuda a prevenir algumas doenças.

É o caso, por exemplo, de prevenir doenças relacionadas à idade e, também, à deterioração das atividades cerebrais, como o Mal de Alzheimer, entre outras.

E, em todas as idades, é fundamental manter a mente em atividade. Aprender algo novo todos os dias garante mais satisfação pessoal e um bom exercício para manter os pensamentos em fluxo contínuo.

Espante a ciberfobia

Esse medo de tecnologias novas não pode ser um obstáculo para a pessoa idosa, mas um desafio a ser vencido.

Comece aos poucos, buscando coisas de interesse da pessoa, e deixe-a realizar as tarefas no seu próprio tempo.

Logo, ela vai se interessar por mais e se aprofundar no meio virtual como as crianças de hoje em dia já crescem interessadas em saber mais, conhecer mais e se exercitar mais.

Isso sem falar no contato pessoal que elas ganham com as experiências. A internet tem sido de grande ajuda para aproximar pessoas distantes, contatos perdidos e a facilitar o encontro de novos amigos. E isso é importante em qualquer idade, não concorda?


Home Care