Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Arte na terceira idade: conheça os benefícios!

Arte na terceira idade: conheça os benefícios!

A arte na terceira idade, além de ser considerada uma forma de entretenimento, também traz benefícios para a saúde física e mental do idoso.

Desde o recém-nascido até os mais velhos, ela tem a capacidade de fazer o nosso pensamento fluir, a criatividade aflorar e a emoção desabrochar.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, promovê-la e possibilitá-la para as pessoas oferece uma dimensão adicional, ou seja, em todos os sentidos somos estimulados.

Quer conhecer os benefícios que ela traz para o idoso? Continue a leitura e confira.

Quais são os benefícios da arte na terceira idade? 

A arte na terceira idade pode ser incentivada de várias formas e na maioria das vezes ela é fácil e acessível para todos.

Clubes, associações e entidades utilizam a arteterapia para incentivar e promover oportunidades para pinturas, desenhos, esculturas e artesanato, por exemplo. 

Mas o idoso também pode presenciá-la:

  • na visita a um museu ou exposição (muitas são gratuitas),
  • assistindo a apresentações musicais,
  • em apresentações teatrais,
  • participando de corais ou grupos de canto,
  • ouvindo músicas,
  • representando,
  • ao dançar.

O conjunto dessas alternativas promove os seguintes benefícios:

Estimula a criatividade

Quer seja em uma atividade individual ou coletiva, a arte na terceira idade estimula a criatividade no idoso, assim como em qualquer outra idade.

Ele escolhe a forma, a cor e o jeito que deseja fazer o seu trabalho, o que também faz aumentar a sua autoconfiança.

Estimula a coordenação motora

Atividades como dançar, representar, desenhar, pintar, crochetar, fazer esculturas e artesanatos estimulam a coordenação motora, ou seja, melhoram os movimentos e ajudam a promover uma maior independência ao idoso. 

Além disso, essas atividades também estimulam a visão e a audição. 

Ajuda na memória

A arte na terceira idade é muito importante para estimular a memória.

Isso acontece porque a pessoa está sempre aprendendo algo novo, desenvolvendo o que já aprendeu e expressando as suas lembranças. 

Promove bem-estar e socialização

O sentimento de ser importante e significativo ajuda o organismo a produzir os hormônios da felicidade, entre eles a dopamina, o que promove a sensação de bem-estar. 

Quer seja mostrar uma pintura, apresentar um trabalho artesanal pronto, se sentir bem cantando ou dançando, há um aumento da confiança, melhora no humor e elevação da autoestima.

Essas sensações facilitam a socialização do idoso no meio familiar ou grupal.

Existem benefícios clínicos comprovados?

A inserção da arte na terceira idade já tem benefícios clínicos comprovados.

Em 2017, o Ministério da Saúde reconheceu a importância e a necessidade dos tratamentos alternativos para o idoso e passou a oferecer uma variedade deles, como a arteterapia.

Ouvir música, por exemplo, ajuda os pacientes com demência a lembrarem de fatos e pessoas que eles não lembravam mais. 

Por outro lado, um estudo publicado no jornal ABC mostra que atividades artísticas estimulam a atividade cerebral, promovendo o raciocínio lógico e a capacidade de analisar.

Pintar, trabalhar com argila, bordar, trabalhar com madeira, entre outras atividades artísticas, ajudam na articulação dos membros superiores e na melhora da circulação.

Também promovem o relaxamento e a redução do estresse. 

Como se pode observar, inserir práticas artísticas para o idoso é uma possibilidade de exercitar a sua criatividade, de aprender coisas novas, elevar sua autoestima e beneficiar sua saúde física e mental. 

Agora que você conferiu os benefícios da arte na terceira idade, que tal continuar no blog e conhecer alguns motivos para ouvir música diariamente?


Home Care