Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

6 práticas para estimular o desempenho cognitivo de idosos

6 práticas para estimular o desempenho cognitivo de idosos

Estimular o desempenho cognitivo de idosos é uma forma de contribuir para uma melhora em todo o processo de envelhecimento. 

Uma das queixas mais comuns na terceira idade é uma certa dificuldade em relação à memória, percepção, concentração e outras habilidades.

Esse declínio é observado como uma condição normal do processo do envelhecimento, desde que não se torne debilitante.

Em especial, existem práticas que auxiliam no estímulo de todo o funcionamento do cérebro e que ajudam a evitar e reduzir a perda da capacidade cognitiva.

Continue a leitura e conheça algumas práticas que ajudam nessa hora. 

Como estimular o desempenho cognitivo de idosos?

São vários os estudos sobre o assunto, mas um que chama a atenção foi realizado na University College de Londres, UCL, onde indica que as funções cerebrais começam a sofrer as consequências do tempo já aos 45 anos. 

Por outro lado, existem comprovações de que é possível estimular o desempenho cognitivo em idosos e demais idades, através de práticas que devem ser inseridas no nosso dia a dia.

São elas:

Leitura

Um artigo publicado no portal da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul traz um estudo mostrando que a leitura é um estímulo para aumentar a capacidade cerebral. 

Ela ajuda a manter o cérebro ativo, prevenindo problemas de memória e linguagem, além, é claro, de ser um momento prazeroso e relaxante para o idoso.

Escrita

Infelizmente, com o passar dos anos, escrever é uma atividade que está sendo deixada de lado, principalmente com o uso dos meios eletrônicos à nossa disposição.

São vários os estudos que comprovam que a escrita estimula o cérebro, porque exige esforço e concentração. 

Jogos

Os jogos também são atividades que, além de promoverem o relaxamento mental, estimulam o desempenho cognitivo de idosos. 

É comum nos grupos de convivência acontecer o tradicional bingo da terceira idade. Esse jogo, por mais simples que pareça, exige atenção, para escutar o número anunciado e encontrá-lo na cartela, além também de coordenação.

Outro jogo muito comum entre os idosos é o dominó, que além de ser divertido e promover a socialização, exige raciocínio lógico e tomada de decisão rápida em situações difíceis.

Arte 

Atualmente, é comum ouvirmos o termo arteterapia. Essa prática é principalmente usada em clubes, associações e entidades da terceira idade, para incentivar atividades como pinturas, desenho, esculturas, artesanato e muitas outras.

A arte também é incluída no tratamento de idosos com demência. Atividades, como desenhar, pintar, crochetar, fazer artesanato, colagens e muitas outras, estimulam:

  • a atenção,
  • concentração,
  • redução do estresse, 
  • diminuição da pressão sanguínea.

Exercícios

A prática regular de uma atividade física também promove benefícios que ajudam a melhorar o desempenho cognitivo de idosos.

Atualmente, existem vários estudos, nas mais diversas áreas, comprovando que pessoas ativas apresentam melhor memória, comparadas com as sedentárias. 

Meditação e ioga também são práticas que ajudam na atividade cerebral.

Alimentação

A nossa alimentação também pode ajudar a estimular o desempenho cognitivo de idosos e todas as outras idades, assim como a ausência de alguns nutrientes podem reduzir essa capacidade.

Um estudo realizado no Canadá, por exemplo, mostra que a vitamina K tem importante papel para a cognição, principalmente na terceira idade. 

Os testes mostraram que idosos que apresentavam bom índice dessa substância no organismo, tiveram maior êxito em testes de memória verbal. 

A vitamina K está presente em pratos com couve, espinafre, almeirão e mais. 

Outros alimentos amigos do cérebro são:

  • ovo,
  • leite,
  • suco de uva,
  • azeite de oliva,
  • tomate,
  • nozes,
  • salmão.

Procure ajuda

Esquecer onde guardou o celular, a chave, ou ter uma pequena confusão sobre em que dia da semana estamos, pode ser normal, diante da agitação do dia a dia que vivemos, e fazer parte do envelhecimento.

Mas é preciso ficar atento à evolução dessa condição, principalmente no que se refere ao desenvolvimento de demência. 

Por isso, visite o seu médico regularmente.

Agora que tal continuar no nosso blog e conferir algumas dicas sobre como manter o cérebro mais saudável?


Home Care