Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Dificuldade respiratória? Cuidado, pode ser Enfisema Pulmonar

Você anda 5 minutos e já sente um cansaço extremo e dificuldade para respirar? Às vezes, isso pode não ser apenas sedentarismo e hábitos alimentares ruins, cuidado com o Enfisema Pulmonar!

A doença é responsável por cerca de 40 mil mortes no Brasil anualmente*. Segundo a OMS, a DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), até 2030 se tornará a terceira maior incidência de mortes no mundo.

O que é DPOC?

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica é progressiva, ou seja, não tem cura e se não tratada, as complicações aumentam.

O termo DPOC abrange a bronquite crônica e o Enfisema Pulmonar. Esse último provoca diminuição da elasticidade do pulmão, causando assim menor capacidade de respiração.

Ele altera a anatomia do pulmão de várias maneiras. Uma delas é destruindo partes do tecido pulmonar em torno de pequenas vias aéreas.

É como se o tecido saudável do pulmão fosse uma “esponja nova” e o pulmão com Enfisema fosse uma “esponja velha”, cheia de furos.

O tecido normalmente é o que mantém essas vias funcionando, e isso permite a respiração. Quando o tecido está danificado, o sistema de respiração não funciona adequadamente, o que ocasiona a falta de ar.

Quais são as causas mais comuns?

Sem dúvidas, a principal causa do Enfisema Pulmonar é o cigarro, ou seja, é também a forma mais fácil de se evitar o problema.

Fatores como a poluição de ar, hereditariedade, pessoas do sexo masculino, idosos e a falta de uma enzima chamada alfa-1-antitripsina são outras possíveis causas.

O cigarro é o maior vilão dos pulmões porque sua fumaça destrói o tecido pulmonar e provoca inflamação nas vias respiratórias.

Quais são os sintomas?

No estágio inicial da doença, os sintomas mais clássicos são a falta de ar e a tosse contínua.

Quando o Enfisema chega em um estágio mais avançado, acontece:

– Chiado no peito;
– Falta de apetite;
Insônia;
– Ansiedade e depressão:
– Cansaço, mesmo em repouso.

Por apresentar sintomas “genéricos” o diagnóstico só pode ser realizado a partir de orientação médica.

Apenas idosos sofrem com Enfisema Pulmonar?

Não, apesar dos casos mais comuns só aparecerem em pessoas com mais de 50 anos ou mais, como dito anteriormente, fumantes e indivíduos expostos a lugares com elevada concentração de poluição (mais comum em grandes cidades) correm o risco de desenvolverem a doença antes mesmo dos 45 anos.

Há mais relatos na terceira idade porque naturalmente a função pulmonar diminui, ou seja, o pulmão perde elasticidade e fica mais frágil.

Por isso a idade elevada e o hábito de fumar fazem dos idosos o grupo com maiores chances de desenvolver o Enfisema Pulmonar.

Como é feito o tratamento?

O tratamento é feito com o intuito de impedir a evolução do quadro clínico e estabilizar a saúde do paciente, através de medicação e terapia (para fumantes).

Esses medicamentos servem para aliviar as inflamações e facilitar a entrada de ar nas vias pulmonares.

Em alguns casos, o médico indica sessões de fisioterapia respiratória, com a realização de exercícios que ajudam a expandir o pulmão.

Para facilitar o tratamento, os serviços de Home Care da Master Nursing oferecem a fisioterapia domiciliar, assim o idoso cuida de sua saúde com total apoio e observação, em tempo integral. Conheça o nosso trabalho.
Fonte*: http://saude.ig.com.br/minhasaude/2012-08-29/doenca-pulmonar-cronica-mata-um-brasileiro-a-cada-4-horas.html


Home Care