Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Como identificar um derrame e o que fazer?

Como identificar um derrame e o que fazer?

Reconhecer os sintomas e saber identificar um derrame são fatores fundamentais para ajudar a reduzir as chances de sequelas e evitar o risco de morte. 

Apesar de ser popularmente conhecido assim, o nome oficial desse tipo de problema é Acidente Vascular Cerebral, chamado também de AVC.

Ele é a principal causa de incapacidade no Brasil e o segundo fator de morte entre a população do país.

Quanto mais demorada for a ajuda médica, mais sérios poderão ser os danos, por isso, saber reconhecer os sintomas de um derrame é fundamental para salvar vidas.

Saiba como identificá-lo lendo nosso post.

O que é, exatamente, um derrame?

O AVC é caracterizado pelo entupimento ou rompimento de vasos que levam o sangue para o cérebro. 

Isso causa a paralisia da área que ficou sem receber o líquido adequadamente, por isso, a urgência em saber identificar um derrame e tomar as devidas providências.

Ele pode ser:

  • isquêmico – é o mais comum, sendo provocado pelo entupimento de uma ou mais artérias,
  • hemorrágico – é quando há o rompimento da veia.

Embora seja mais comum em idosos, as ocorrências em pessoas mais jovens vêm crescendo devido ao estilo de vida não saudável. 

Os principais fatores de risco são:

  • pressão alta,
  • colesterol alto,
  • diabetes tipo 2,
  • obesidade,
  • idade,
  • sedentarismo,
  • uso excessivo de álcool e tabagismo,
  • histórico familiar,
  • doenças cardiovasculares, como arritmias, endocardite, insuficiência,
  • ser do sexo masculino.

É importante ressaltar que estudo realizado na Universidade de Londres e publicado no periódico Canadian Medical Association Journal afirma que pessoas que sofrem de depressão, ansiedade e, distúrbios do sono, entre outros, têm mais chances de vir a sofrer um Acidente Vascular Cerebral. 

Vale lembrar que tão importante quanto saber reconhecer um AVC é também adquirir hábitos saudáveis de vida para evitá-lo.

Como identificar um derrame?

Familiares, amigos e o próprio paciente precisam ficar atentos aos sintomas para saber como identificar um derrame e procurar ajuda o mais breve possível.

Nessa hora, o tempo é valioso e determinante porque quanto mais rápido for o socorro, menores os riscos de sequelas e de vida.

Os principais sintomas são:

  • sensação de paralisação e dificuldade para movimentar um dos lados do rosto,
  • formigamento ou perda de forma repentina da força de uma das pernas ou braços,
  • dificuldade para articular palavras,
  • perda de forma brusca da visão de um ou dos dois olhos,
  • dor de cabeça súbita e intensa, sem causa aparente,
  • tontura ou vertigem,
  • dificuldade no andar, 
  • náuseas ou vômitos.

Para ajudar a identificar um derrame, a pessoa que está por perto deve pedir para que o paciente sorria e ao observar que um dos lados a boca permanece imóvel, procurar ajuda.

Outra dica importante é solicitar para ele levantar os dois braços ou as pernas. Um sinal bem característico é a caída de um dos membros. 

Faça perguntas básicas. Se ele apresentar dificuldades em responder o nome, dia do aniversário ou onde está é preciso pedir ajuda profissional imediata.  

Como auxiliar alguém que está tendo um derrame?

Ao reconhecer um dos sintomas, o mais correto é chamar uma ambulância para o resgate.

Nela, o paciente já vai recebendo o atendimento necessário por parte dos profissionais, como a oxigenação, se ela for necessária. 

Esse serviço pode ser o gratuito do SAMU, através do 192, ou particular e de convênios. 

A ambulância faz o trajeto com mais segurança, mais rapidez e os profissionais do resgate também saberão qual o melhor hospital para levá-lo para que receba os cuidados devidos. 

Agora que você sabe como identificar um derrame, que tal continuar a leitura e conferir 5 cuidados para o idoso ter uma boa reabilitação após um AVC?


Home Care