Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Como lidar com a perda de paladar na terceira idade?

Como lidar com a perda de paladar na terceira idade?

Lidar com a perda de paladar na terceira idade é essencial para todos os idosos que desejam ser saudáveis e permanecer com um peso adequado.

Com o passar dos anos, o corpo perde a sua capacidade de absorver nutrientes, logo, os idosos precisam aumentar a quantidade de legumes, vegetais, frutas, proteínas e carboidratos ingeridos.

Mas, isso pode ser um grande desafio, principalmente porque é comum ocorrer uma mudança no paladar na terceira idade, fazendo com que os alimentos não tenham um sabor bom.

Assim, comer se torna uma obrigação, ao invés de um prazer.

Se você ou algum familiar está passando por isso, existem algumas maneiras de lidar com essa questão e tornar a alimentação mais atrativa. Continue lendo e confira nossas dicas.

Como preservar o paladar na terceira idade?

Para entender como preservar o paladar na terceira idade, é importante compreender por que ocorre essa mudança.

Com o envelhecimento do corpo, ocorrem mudanças no funcionamento do aparelho digestivo. Também há alterações na capacidade mastigatória e na mucosa da boca, inclusive no fluxo salivar.

Além disso, outra justificativa para a mudança do paladar na terceira idade é a diminuição nos corpúsculos gustativos na língua, a estrutura responsável por sentir o gosto.

Enquanto um jovem tem 250 corpúsculos em cada papila, pessoas acima de 70 contam com menos de 100.

Isso pode ter diferentes efeitos nos idosos. Há aqueles que comem de forma excessiva, principalmente carboidratos, e também existem os que param de se alimentar por não sentirem prazer.

Ambos os casos trazem perigos para a saúde, aumentando os riscos do desenvolvimento de patologias, o que pode trazer sérias consequências.

O que fazer quando o idoso se recusar a comer?

É preciso entender que, quando essa situação acontece, o problema não está apenas na perda de paladar na terceira idade, mas no estilo de vida do idoso.

Vários fatores podem influenciar na fome, como:

Dessa forma, se o idoso está se recusando a comer, busque modificar a sua rotina, o incentivando a caminhar, fazer academia ou pilates e modificando a alimentação.

A ingestão de muita proteína, por exemplo, pode deixá-lo sem fome para a próxima refeição. Faça sempre um prato balanceado com as quantidades corretas de carboidratos, proteínas e legumes.

É possível deixar a alimentação mais atrativa?

As dicas mencionadas acima servem justamente para isso, mas também existem outras formas.

Uma é oferecer comidas que sejam fáceis de ser ingeridas e tenham muitos nutrientes, como sopas e caldos.

Isso fará com que o idoso não tenha tanta dificuldade para mastigar e não perca a vontade de comer.

Além disso, também recomendamos cozinhar os legumes no vapor, o que diminui a perda de nutrientes e minerais.

Outra boa ideia é sempre ter gelatina, pudim, iogurte, vitaminas e frutas mais molinhas, cuidando para não exagerar na quantidade de açúcar ingerida.

Em relação ao horário das refeições, isso pode ser definido de acordo com a rotina de cada um, mas é interessante se alimentar a cada três horas, seja com uma bolachinha, um pedaço de pão, uma fruta ou o que for da preferência do idoso.

Também é importante manter os exames em dia e, ao notar alguma deficiência, fazer a suplementação para evitar complicações.

Agora que você já sabe como lidar com a perda de paladar na terceira idade, que tal continuar a leitura e ver 3 mudanças alimentares indicadas para pessoas acima de 50 anos?


Home Care