Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

4 maneiras de reduzir a dor crônica!

reduzir a dor crônica

Existem técnicas que, se praticadas na dose e tempo certos e sob orientação de profissionais, podem ser utilizadas para reduzir a dor crônica. 

Ela pode ser derivada de vários problemas, como lesões, fibromialgia, câncer, artrite, dores nas costas, lombares e nas juntas, entre muitas outras causas. 

Na maioria das vezes, isso afeta a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas, principalmente dos idosos.

Além do acompanhamento médico e tratamento medicamentoso necessários, há algumas práticas que auxiliam de forma efetiva na redução da dor. 

Continue lendo nosso post e conheça algumas delas. 

Quais são as melhores formas de reduzir a dor crônica?

A presença constante de dor é um dos desafios da terceira idade e traz prejuízos marcantes para a vida dos idosos, desencadeando outros problemas que, muitas vezes, os levam ao isolamento social.

Os mais comuns são:

  • quadro de ansiedade,
  • transtorno depressivo,
  • alterações no sono e na memória,
  • maiores riscos de queda. 

Existem terapias que, quando combinadas com o tratamento médico, ajudam significativamente a reduzir a dor crônica e proporcionam mais saúde física e mental.

Elas não apresentam efeitos colaterais, não são invasivas, têm custo baixo e podem ser utilizadas de forma coletiva ou individual.

Algumas delas são:

Terapia cognitiva comportamental 

A terapia cognitiva comportamental (TCC) é uma abordagem da psicoterapia que orienta e educa as pessoas a aprenderem a redirecionar sua forma de pensar. 

Essa técnica auxilia também a reduzir a dor crônica. 

Nesse caso, o paciente é direcionado para sempre que estiver com dor, ao invés de se concentrar nela, relaxar e focar o pensamento em algo que lhe dê prazer, que pode ser uma imagem, um acontecimento, um lugar. 

A boa sensação que ele sente faz com que o corpo e a mente reajam de forma mais positiva.

Com o tempo, ele vai aprimorando essa habilidade e aumentando a sensação de bem-estar. 

Meditação

Uma matéria publicada no extra.globo traz um estudo realizado na Universidade de Montreal, no Canadá, em que os pesquisadores concluíram que meditar pode reduzir em até 18% a dor dos praticantes. 

Isso acontece por causa da sensação de relaxamento físico e mental que essa prática promove. 

Respiração

Focar na respiração também é uma excelente alternativa para auxiliar a reduzir a dor crônica. 

Uma das dicas nos cuidados com o idoso é ensiná-lo a prestar atenção no movimento de inspirar e expirar, o que abranda e alivia a tensão causada pelo desconforto. 

Com a boca fechada, respire bem devagar, deixando o peito encher completamente de ar e depois, lentamente, solte o ar.

Repita esse processo por vários minutos, sempre que houver necessidade.

Técnicas de relaxamento

O relaxamento, tanto físico quanto mental, é um grande aliado para ajudar no combate da insônia e também a reduzir a dor crônica.

Ele pode ser obtido por várias maneiras, uma delas é a massagem relaxante ou a terapêutica.

Outra forma é o relaxamento muscular progressivo, que consiste em uma técnica que orienta o paciente a enrijecer todos os músculos e soltá-los lentamente, iniciando pela face e percorrendo todo o corpo, chegando até os pés. 

Ambas as técnicas são fortes aliadas na redução das dores musculares e das articulações. 

No entanto, elas devem ser acompanhadas por um profissional. 

Mais uma vez reforçamos que todas as dicas aqui mencionadas não excluem o tratamento médico, elas são apenas coadjuvantes.

Agora que você conferiu 4 maneiras de reduzir a dor crônica, que tal seguir a Master Nursing no Facebook e ficar por dentro de muitas outras informações?


Home Care