Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Como identificar a Síndrome de Diógenes na terceira idade?

Como identificar a Síndrome de Diógenes na terceira idade?

A Síndrome de Diógenes, conhecida também como transtorno da acumulação, é uma situação comum na população, porém, tende a ser mais frequente na terceira idade, envolvendo especialmente a saúde mental e emocional dos seus portadores.

Você certamente conhece alguém ou quem sabe possua um ambiente da casa onde guarda objetos que não são mais utilizados no dia a dia.

Esses materiais ficam por anos estocados em alguma dependência, aguardando que em um determinado dia possa servir para resolver alguma situação que venha a ocorrer.

Normalmente, esse dia não chega, pelo menos para a imensa maioria dos materiais que estão depositados na conhecida “sala da bagunça”.

A situação passa a ser preocupante quando toda a casa se transforma no depósito, ou seja, a Síndrome de Diógenes colabora para que tudo seja guardado, no entanto, sem qualquer ordem e comprometendo inclusive o acesso a determinados ambientes, bem como transformando a casa em um local insalubre!

O que é Síndrome de Diógenes?

A Síndrome de Diógenes é um transtorno que tem o seu nome associado a um filósofo grego que possuía uma personalidade arrogante, não aceitando qualquer tipo de ajuda.

O filósofo vivia isolado e não aceitava qualquer opinião a respeito dos cuidados que tinha com sua casa, inclusive, agredindo aqueles que propunham mudanças em seu estilo de vida.

Segundo um artigo publicado no Jornal Brasileiro de Psiquiatria, esse problema caracteriza-se pelas seguintes ocorrências:

  • descuido extremo com a higiene pessoal,
  • negligência com a limpeza da própria moradia,
  • isolamento social,
  • suspeição e comportamento paranoico,
  • acúmulo de materiais e colecionismo.

Segundo a publicação, a incidência anual desse transtorno se dá entre 5 de cada 10 mil pessoas que tenham a idade superior a 60 anos.

Quais os sintomas?

A Síndrome de Diógenes acontece na maioria dos casos com pessoas da terceira idade, sem distinção de sexo, classe social e formação acadêmica.

Os sintomas são bastante frequentes em pessoas que possuem algum tipo de problema psiquiátrico, como, por exemplo:

Essa situação torna-se perceptível com pessoas que moram sozinhas ou ainda vivendo com a família, elas iniciam um processo dentro do seu ambiente, onde acumulam todo tipo de materiais.

Diferente de um colecionador, que possui todos os seus materiais organizados, aqueles que sofrem com esse transtorno não se incomodam em “entulhar” o seu espaço com tudo o que vêem pela frente, inclusive embalagens, restos de construção e de comida.

Outra característica está em acumular animais, ou seja, passam a criar muitos cães, gatos ou pássaros, o que pode ser um indicador para problemas maiores no futuro.

Qual é o tratamento?

Assim como ocorria com o filósofo grego Diógenes, as pessoas que possuem esse transtorno tem sérias dificuldades em aceitar o problema.

Portanto, é preciso muito cuidado, cautela e respeito para com a situação, pois o acúmulo pode ser uma forma de compensação para as perdas que essas pessoas tiveram durante suas vidas.

Não basta simplesmente fazer o encaminhamento da pessoa para um tratamento psiquiátrico ou com psicólogos, será necessário um acompanhamento e supervisão a esse respeito.

Para isso, será preciso:

  • oferecer suporte social e familiar,
  • tratar da saúde física,
  • avaliar a capacidade em cuidar de si mesma,
  • verificar alternativas de moradia, caso a pessoa não tenha capacidade de viver sozinha.

Diante dessa situação, são necessárias que providências sejam tomadas, visando o bem-estar de quem apresenta o problema, portanto, a melhor opção é buscar ajuda profissional de especialistas que possam apresentar alternativas com relação ao assunto.

Agora que você conhece mais sobre a Síndrome de Diógenes, leia também nosso post que mostra como idoso estudando é sinônimo de qualidade de vida!


Home Care