Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Tenho direito a home care?

Modalidade de atendimento que oferece múltiplos benefícios aos pacientes e seus cuidadores e familiares, o home care está longe de ser uma tendência passageira na área de saúde.

De acordo com o último censo do Núcleo Nacional das Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (NEAD), existem mais de um milhão de pessoas, no Brasil, sob cuidados domiciliares.

A popularidade levanta naturais questionamentos sobre os direitos dos pacientes e idosos que já demonstram sinais de necessidade sobre o home care.

Afinal de contas: você tem direito ao home care?

Vamos descobrir, a seguir, se você ou um ente querido pode se enquadrar nos conceitos de pessoas que já recebem, atualmente, atendimento ou internação domiciliar. Confira!

As batalhas contra os planos de saúde

Pacientes de todas as idades — e não apenas idosos, como se alardeia falsamente — podem apresentar um quadro clínico de doenças crônicas e que demandam atenção contínua.

Essa e outras situações, como graves condições neurológicas e períodos de pós-operatório, nas quais a recuperação da pessoa não precisa ser realizada, necessariamente, em um hospital, são indícios de que você pode receber atendimento home care.

No entanto, existe uma batalha contra muitas empresas que oferecem planos de saúde, uma vez que o atendimento domiciliar não consta entre as coberturas obrigatórias da ANS (a Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Além disso, existem casos nos quais as fornecedoras de planos de saúde chegaram a excluir, de suas cláusulas contratuais, o direito à cobertura do serviço de home care.

Judicialmente, quando famílias se sentem lesadas por não conseguirem arcar com os custos de um home care por conta própria, as ações têm rendido resultados.

Mas vale conhecer, primeiramente, como exigir os seus direitos ao home care.

Como exigir os seus direitos?

Existem algumas opções para as pessoas que necessitam ou desejam contar com o serviço de home care para um parente ou amigo.

  • Averiguar, com antecedência, se o seu plano de saúde conta com esse tipo de atendimento em sua cobertura;
  • Caso exista a limitação da cobertura de atendimento domiciliar, as pessoas podem buscar, com o auxílio de um advogado, a cobertura obrigatória.

Para os idosos, maioria na procura pelo serviço de home care, existem outros direitos que garantem mais facilidades para disporem de um atendimento mais seguro e cômodo dentro do seu próprio lar.

Os direitos do idoso

Cuidar por conta própria de uma pessoa com limitações é perigoso.

Sem o conhecimento teórico e prático adequados, existem riscos no cuidado de uma pessoa em tais condições, como a dosagem errada dos remédios, uma alimentação pouco balanceada e a higienização precária de instrumentos médicos.

Vale procurar os direitos do idoso, em primeiro lugar, considerando que eles possuem uma série de benefícios.

Entre eles está o atendimento domiciliar caso não seja possível a sua locomoção facilitada, inclusive o atendimento igualitário para pessoas acolhidas e abrigadas por instituições públicas ou sem fins lucrativos.

Eles estão protegidos pelo Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/03), em que se dão os direitos a assistência hospitalar e internação home care, dispondo de cobertura dos procedimentos e medicamentos, inclusive.

Em casos assim, vale uma conversa aberta com o médico de sua confiança para descobrir as melhores opções de tratamento para o idoso.

Um direito à assistência domiciliar

No que diz respeito às coberturas do seu plano, vale a informação com antecedência, para se precaver contra possíveis infortúnios desse porte.

Pode-se, também, sempre contar com o profissionalismo e qualidade da Master Nursing, empresa com quase 20 anos no ramo de atendimento domiciliar, fornecendo a melhor cobertura para as suas necessidades.

Saiba um pouco mais sobre os serviços da Master Nursing e entre em contato, para descobrirmos como podemos atendê-los com a maior assertividade possível!


Home Care