Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Diferenças entre os serviços de home care e cuidador

Por mais que os serviços de home care já estejam devidamente enraizados no Brasil, existe uma confusão ampla a respeito desse tipo de modalidade de atendimento e a profissão de cuidadores.

A confusão, entretanto, é compreensível, já que ambos trabalham em uma modalidade similar, embora o home care possa abranger ainda mais os seus serviços, oferecendo conforto e segurança, como um todo, como veremos a seguir.

Quer entender melhor as diferenças entre serviços de home care e cuidador? Então nos acompanhe, no post de hoje, e aproveite para tirar todas as suas dúvidas a respeito deste assunto!

Atenções voltadas ao setor de home care

Já falamos por aqui, mas vale o reforço, para dar ainda mais dimensões de importância ao home care: no Brasil, já são quase um milhão de pessoas que recebem cuidados domiciliares por ano.

Para suprir essa demanda, cada vez mais em alta, o País também concentra um bom número de profissionais: são cerca de 230 mil pessoas, que se dividem entre as responsabilidades de técnicos, enfermeiros, fonoaudiólogos e fisioterapeutas.

Assim, como já dissemos, anteriormente, é natural que as dúvidas e incertezas se acumulem no semblante do consumidor, que está cada vez mais atraído pela humanização no tratamento proposta pelos cuidados domiciliares.

Vamos às diferenças entre cuidadores e serviços de home care?

As responsabilidades do home care

Comecemos pelo fundamental: o home care pode ajudar um paciente de diferentes maneiras, mas as principais realizações desse tipo de serviço contemplam, essencialmente, a administração de medicações específicos — como as injeções, por exemplo, além do foco constante na recuperação do paciente, exclusivamente.

Outras atividades são também de responsabilidade do home care, como atendimentos focados em fonoaudiologia ou de fisioterapia, entre outras especialidades.

Por sua vez, um cuidador concentra uma série de responsabilidades também, que são aquelas dedicadas ao bem-estar do paciente.

Entre as principais atividades, podemos citar as voltadas à higiene pessoal do paciente, ou mesmo da alimentação (seguida à risca de acordo com as orientações do nutricionista).

Nesse ínterim de confusões, é sempre bom saber com quem lidar a partir da informação correta. Isso, além de definir melhor os papéis de cada um, na casa, também ajuda a orientar o público às suas principais necessidades.

Os tipos de atendimentos domiciliares

Cuidados domiciliares, por si só, parecem instigar os familiares a buscarem um serviço profissional e humanizado, como o home care. É preciso, primeiramente, compreender as suas necessidades, pois existem o atendimento ambulatorial domiciliar e a internação domiciliar.

No primeiro caso, o home care pode ser uma ótima pedida, caso o paciente tenha a necessidade de cuidados médicos constantes, como as já citadas injeções ou a visita de profissionais especialistas (como os também citados fisioterapeutas).

A internação domiciliar, por sua vez, demanda a mesma atenção, tecnologia e agilidade nos cuidados que o paciente teria dentro de um hospital.

Assim, profissionais de home care, bem como uma infraestrutura adaptada, são importantes. Isso sem falar no cuidador, também, caso os familiares não consigam atender às necessidades diárias da pessoa acamada.

Humanize o atendimento com o home care

Deu para tirar as dúvidas sobre as diferenças entre cuidadores e o serviço de home care?

Não deixe de conferir a nossa lista de serviços em home care, e descubra como a Master Nursing pode auxiliar você!


Home Care