Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

Quais as principais doenças cardíacas em idosos?

Quais as principais doenças cardíacas em idosos?

Segundo a Organização Mundial de Saúde, as doenças cardíacas ainda são a principal causa de morte na população.

Conforme o Cardiômetro, um indicador do número de mortes por doenças cardiovasculares, criado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, no Brasil, a cada 90 segundos uma pessoa vai a óbito em decorrência de problemas no coração.

Embora afete todas as idades, elas são mais comuns à medida que os anos passam e a idade avança, mas muitas delas podem ser prevenidas e tratadas devidamente.

Hoje, vamos apresentar para você as principais doenças do coração. Continue a leitura.

Principais doenças cardíacas em idosos

São consideradas doenças cardíacas qualquer condição médica que afeta um ou mais componentes do coração, impedindo esse órgão de desempenhar normalmente as suas funções.

Elas podem afetar pessoas em qualquer fase da vida, mas são mais frequentes na terceira idade

Entre as principais condições patológicas do coração estão: 

Insuficiência cardíaca

A insuficiência cardíaca é definida como uma síndrome, caracteriza-se pela falta de capacidade de o coração fazer o devido bombeamento do sangue.

Ou seja, o órgão já não consegue mais realizar o processo de bombear e irrigar todo o corpo, como consequência esse líquido pode se concentrar nas pernas, pulmões e outros tecidos.

Desse modo, o paciente pode apresentar:

  • tosse seca, 
  • respiração ofegante, 
  • falta de ar,
  • inchaços nos tornozelos, pernas e abdome.

Cardiopatia isquêmica

A cardiopatia isquêmica é outra que está entre as principais doenças cardíacas, tendo a idade como um fator de risco.

Ela ocorre quando há um estreitamento das artérias do coração, geralmente causado pelo acúmulo de gordura, o que diminui a quantidade de sangue que ele recebe. 

 A angina, as conhecidas dores no peito, e o infarto são suas consequências, além disso possuem alta incidência em idosos.

Valvulopatia

O coração humano tem quatro válvulas que são as responsáveis por direcionar o sangue para o organismo e retorná-lo para o coração.

Sendo assim, cada uma delas abre e fecha de forma ordenada quando ele bate. 

A valvulopatia é o nome dado a um conjunto de doenças que se caracterizam pela presença de lesões em uma ou mais dessas válvulas, prejudicando todo o fluxo e o direcionamento do sangue.  

É uma condição muito associada ao envelhecimento, sendo mais frequente em homens a partir dos 65 anos e nas mulheres acima de 75. 

Arritmia

Como qualquer outro problema no coração que citamos, a arritmia pode afetar pessoas de toda a idade, mas é frequente entre os idosos.

Isso ocorre porque com o passar dos anos pode acontecer a degeneração das células que conduzem os impulsos nervosos responsáveis pelo pulsar do coração. 

Portanto, a arritmia é caracterizada pelo batimento irregular e a fibrilação atrial é um dos principais problemas relacionados à arritmia. 

Pressão alta

A pressão alta não é uma das principais doenças cardíacas, mas a conhecida hipertensão está entre as grandes vilãs da saúde do coração e mortalidade.

Trata-se de uma condição crônica, ou seja, que não tem cura e que afeta:

  • o cérebro,
  • olhos,
  • rins,
  • vasos sanguíneos, 
  • coração.

Lidando com a saúde do órgão, quando a pressão alta não é cuidada aumentam as chances de:

  • AVC,
  • infarto,
  • insuficiência cardíaca.

Como prevenir as doenças cardíacas?

Além da idade, a pressão alta, o colesterol ruim elevado, o sedentarismo, o tabagismo e a alimentação também estão entre os fatores de risco para as condições cardíacas citadas.

Por isso, cardiologistas são unânimes em afirmar que para cuidar do coração e da saúde em geral é preciso:

1 – Priorize alimentos naturais e ricos em nutrientes, evitando o consumo de gorduras e refeições industrializadas. Invista nas frutas, vegetais, carnes magras e grãos. Fuja do cigarro. 

2 – Beba água! Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH) dos Estados Unidos concluíram que uma boa hidratação pode ajudar na prevenção ou no retardo de problemas que provocam a insuficiência cardíaca.

3 – Pratique regularmente uma atividade física, por isso caminhe, trabalhe no jardim, suba escadas ou coloque o corpo em movimento. 

4 – Faça visitas médicas e realize exames de rotina periodicamente. Isso é essencial para identificar diabetes, colesterol e pressão alta, entre outras condições que podem afetar o coração.

5 – Por último, priorize o seu sono e cuide da sua saúde mental.

Agora que você conhece as principais doenças cardíacas, que tal ler também sobre como lidar com a pressão alta em idosos


Home Care