Telefone (11) 3875-1424 | contato@masternursing.com.br

3 mudanças alimentares indicadas para pessoas acima de 50 anos!

3 mudanças alimentares indicadas para pessoas acima de 50 anos!

Um dos desafios de quem chega aos 50 anos é inserir na rotina mudanças alimentares para manter a saúde física e mental. 

Uma pessoa com 50 ano ainda não é considerada idosa pela Organização Mundial de Saúde e sim pertencente à terceira idade, mas já precisa enriquecer sua alimentação. 

Independentemente da idade, à medida que o tempo passa o metabolismo vai se tornando mais lento e precisa de estímulos para funcionar adequadamente.

Pequenas mudanças alimentares contribuem de forma eficiente para garantir o bom funcionamento do organismo e da mente. Saiba quais são elas lendo nosso post!

Quais são as mudanças alimentares indicadas para pessoas com mais de 50 anos?

É importante compreender que o metabolismo é o conjunto das reações bioquímicas que acontecem no corpo.

Ele garante todas as necessidades estruturais e energéticas do organismo.

Com o tempo vai ocorrendo uma redução da massa magra e um aumento do tecido gorduroso, isso afeta a queima natural de energia pelo corpo e deixa lento o metabolismo. 

Todo esse processo afeta a qualidade de vida da pessoa e pode provocar:

  • diminuição da força e tônus muscular,
  • acúmulo de gordura no abdômen,
  • o aumento do risco de problemas cardiovasculares,
  • diabetes,
  • prejudicar a qualidade de vida.

Nesses casos, mudanças alimentares estimulam o bom funcionamento do organismo, reforçando a saúde e prevenindo problemas. 

Para isso é preciso:

Aumente a ingestão de cálcio 

Consumir alimentos ricos em cálcio é fundamental para manter os ossos mais fortes. Ele ainda auxilia na saúde do coração. 

Por isso, enriqueça seu prato com vegetais que tenham folhas verdes como o brócolis, couve, couve-flor, agrião, espinafre, feijão-branco e soja, dentre outros ingredientes.

Os vegetais também podem ser consumidos em sucos.

Consuma proteínas 

A medida que entramos na terceira idade o organismo vai perdendo a massa muscular magra, o que pode gerar fraqueza dos membros e perda de força.

Dessa forma, precisamos proceder mudanças alimentares para ajudá-lo no bom funcionamento. 

Consumir proteínas é fundamental para reduzir o impacto que essa perda pode provocar. 

Ovos, carnes, aves e peixes são alimentos ricos em proteínas animais. Nos vegetais ela se encontra no feijão, lentilha, tomate, castanhas, amêndoas, quinoa, brotos de feijão e de alfafa, entre outros. 

Não esqueça as vitaminas 

De forma geral um cardápio deve ser elaborado para conter todos os nutrientes necessários para a saúde física e mental, por isso, as vitaminas não podem ser esquecidas.

Elas são essenciais ao longo de toda a vida, mas, na terceira idade sua necessidade aumenta.

Em especial existem duas vitaminas que não podem faltar no cardápio das pessoas que têm mais de 50 anos. 

A primeira delas é a B12, que é fundamental para manter os glóbulos vermelhos saudáveis e para a boa função cerebral. Ela é encontrada no salmão, truta e atum, fígado, carne de porco, leite e derivados, ovos e ostras.

A outra é a vitamina D, seu consumo é importante, pois ajuda a reduzir os riscos de fratura e para se aproveitar de seus benefícios bastam alguns minutos diários ao sol. 

Como você pode observar são alternativas fáceis de proceder, não têm custo alto e ajudam a promover a saúde e bem-estar para todos os cinquentenários. 

Agora que você conhece algumas mudanças alimentares necessárias para a saúde das pessoas que estão na terceira idade, que tal compartilhar esse post com os seus amigos que estão com mais de 50 anos?


Home Care